O seu cérebro mente para você

O que você se lembra é tudo o que aconteceu?
As coisas que você tem como verdadeiras o são realmente?
Você aprende ao longo da vida de muitas formas, mas você se lembra delas? Ou guarda apenas o que aprendeu?

Estas são perguntas cujas respostas talvez causem surpresa. Sam Wang, é professor associadao de Biologia Molecular e Neurociência em Princeton e Sandra Aamodt foi editora-chefe da prestigiada revista “Nature Neuroscience”.

Ambos escreveram um editorial para o New York Times, cujo extrato reproduzo abaixo, explicando porque a mentira tem tamanha penetração pública. Goebels, ministro da propaganda de Hitler dizia qua uma mentira repetida mil vezes se torna uma verdade. Saiba porque:

“…O cérebro não armazena simplesmente a informação como faria um computador. Os fatos são armazenados no hipocampo, uma estutura profundamente localizada no cérebro, mais ou menos do tamnaho e formato do dedo mínimo encurvado de um homem gordo. Mas a informação não fica ali para sempre. Cad vez que precisamos da informação, o cérebro novcamente a coloca lá. e duarante est recolocação, ela é novamente processada. Com o tempo os fatos vão sendo gradualmente transferidos para o córtex e nesse processo eles são separados do processo por meio do qual eles foram aprendidos. [ Você sabe que a capital do Brasl é Brasilia, mas você se lembra de como aprendeu isto?]

Este fenômeno é conhecido como amnesia da fonte, e pode levar as pessoas a esquecer se uma mensagem é verdadeira ou falsa. Mesmo quando uma mentira é apresentada com o seu desmentido, frequentemente as pessoas lembram dela como sendo verdadeira.

Com o tempo estas lembranças incorretas só se tornam piores. Um enunciado falso oroiundo de uma fonta não confiável e que de início era desacreditado, pode ganhar credibilidade durante os meses necessários para reprocessar as memórias da armazenagem de hipocampal de curto prazo para a de longo prazo cortical. Na medida em que a fonte é esquecida, a mensagem e suas implicações ganham força.

Além desta característica inata em moldar a informação que recuperamos, há ainda a maneira pela qual o cérebro molda os fatos em nossas tramas conceituais pré-existentes. Tendemos a lembrar e a acreditar naquilo que está em sintonia com nossa visão de mundo e da mesma forma rejeitar aquilo que a contradiz.

Psicólogos sugerem que as lendas urbanas se propagam porque, de alguma forma, elas fazem vibrar alguma corda emocional em nós. Da mesma forma, idéias podem se propagar moduladas mais por uma seleção emocional que por seus méritos racionais…

…”

Por isto , e mais uma vez, ressalto a importância do pensamento crítico e da Metacognição no aprendizado. Ao aprender e / ou ao ensinarf tenha em emnte as seguintes perguntas:

  • O que sei sobre este tema?
  • Como sei o que sei sobre este tema?
  • Que razões eu possuo para acreditar nisto?

Você tem alguma dúvida ou pergunta?

Deixe sua questão no campo de comentários !

PS: O texto completo você encontra em http://www.nytimes.com/2008/06/27/opinion/27aamodt.html?_r=1