Psicologia de compartimentos


Eis porque os doentes mais difíceis e mais ingratos, segundo a experiência que fiz, são, além dos mentirosos habituais, os pretensos intelectuais, pois entre eles, uma das mãos sempre ignora o que faz a outra.

Eles cultivam uma psicologia de compartimentos. Com um intelecto que não é controlado por nenhum sentimento, é possível fazer tudo, resolver tudo, e no entanto a neurose não desaparece.

(C.G. Jung – Memórias, Sonhos e Reflexões)

Você tem algo a dizer ? Quer ampliar o debate ? Comentários são bem vindos.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s