Gardner e a Inteligência Intrapessoal na prática



Inteligencia_intrapessoal_logo   Resumo de Gardner, H.: Inteligência Espacial in Gardner, H.:
Estruturas da Mente: A Teoria das Inteligências Múltiplas,
Porto Alegre, Editora Artes Médicas Sul, 1994

O post de hoje é sobre a  Inteligência Intrapessoal, aquela mais desenvolvida naqueles com especial capacidade de introspecção. Em dois posts anteriores (parte 1 e parte 2) explorei a fundamentação para a existência de inteligências pessoais. Ali, tratei  as inteligências inter e intrapessoal coimo se fossem uma coisa só. Se do ponto de vista de sua fundamentação isto é legítimo, aqui a situação é diferente. Os aspectos inter e intrapessoal diferenciam-se bem no que se refere às suas características e conseqüências práticas. Por isto, estes aspectos foram tratados em dois posts diferentes.

Na semana passada falamos da Inteligência Interpessoal. Hoje apresentamos a Inteligência Intrapessoal. Aqui vamos mostrar como identificá-la e o que fazer com ela.

Já publicamos antes posts como este só que relativos às Inteligências Lógico-Matemática, Corporal, Visual-Espacial e Interpessoal.

Neste caso, como nos outros, eu sempre faço um aviso, que é tão importante e tão igual, que abaixo reproduzo o que já disse:

Mas atenção, como das vezes passadas, para aplicar esta teoria em si mesmo, seguindo o que aqui se apresenta você deve fazê-lo de forma limitada e com as restrições do bom-senso.

Isto porque o que aqui se apresenta NÃO é um teste diagnóstico. Visa apenas permitir uma primeira aproximação. Assim, seja qual for a sua avaliação, ela é apenas uma estimativa. Isto é, quer você se enquadre ou não na inteligência tome esta informação com ressalvas. Para saber as razões deste alerta clique aqui.

As características da Inteligência Intrapessoal:

O que se apresenta abaixo é uma lista das principais características da pessoa que possui a Inteligência Intrapessoal. Procure perceber-se em que grau você se aprixima ou não das características:

  • Automotivado.
  • Autoconhecimento.
  • Habilidade intuitiva.
  • Pessoa muito reservada.
  • Tende a ser diferente do habitual nas pessoas.
  • Tem um senso do eu bastante desenvolvido.
  • Muita consciência das próprias potencialidades e fraquezas.
  • Muita consciência dos sentimentos próprios de cada um.
  • Sensibilidade aos valores próprios de cada um.
  • Sensibilidade aos objetivos de vida de cada um.

Aplicações Práticas da Inteligência Intrapessoal:

Agora você já tem uma certas noção do quanto está próximo (ou não) da Inteligência Intrapessoal. O próximo passo é saber o que fazer com esta informação.

Abaixo apresento uma série de ações e circunstâncias em que a Inteligência Intrapessoal está em jogo. Se você se identificou muito com a inteligência, procure se colocar em situações como as abaixo citadas, já que nelas você poderá demonstrar suas melhores características e portanto aumenta suas chances de sucesso. Caso contrário tome a lista abaixo como circunstâncias em que você poderá usar para desenvolver a sua Inteligência Intrapessoal.

Assim:

  • Gerenciar a própria aprendizagem.
  • Permitir-se ser diferente do grupo.
  • Escrever diários de história pessoal.
  • Ter conversas pessoais.
  • Ouvir sua intuição.
  • Investigar atividades.
  • Ensinar questionando.
  • Fazer estudo independente.
  • Ensinar afirmações pessoais.
  • Pensar sobre o próprio de atuar através de “partilhamentos” e “pense e ouça”.
  • Usar atividades de crescimento pessoal para romper bloqueios à aprendizagem.
  • Reservar tempo para reflexão interior.
  • Discutir, refletir ou escrever o que vivenciou e como se sentiu.

 Anterior  ⇔  Próximo 

Você tem alguma dúvida ou pergunta?

Deixe sua questão no campo de comentários !

Anúncios

17 thoughts on “Gardner e a Inteligência Intrapessoal na prática

  1. Pingback: Gardner e a Inteligência Lingüística – A poesia « Blog da Officina da Mente

  2. Olá Nareline;
    Sua resposta é um pouco mais ampla que a adequada para o espaço de respostas a comentários, por isto escrevi um post intitulado “Quais os dois elementos essenciais da inteligência intrapessoal? (ou da interpessoal?)”. Ele será publicado a semana que vem (15/12/2009).
    Obrigado pela colaboração!
    Prof. Mauricio Peixoto

  3. Pingback: Quais os dois elementos essenciais da inteligência intrapessoal? (ou da interpessoal?) « Blog da Officina da Mente

  4. Pingback: Inteligência Visual e Matemática (com uma lista de programas matemáticos) « Blog da Officina da Mente

  5. Pingback: Blog da Officina » Inteligência Visual e Matemática (com uma lista de programas matemáticos)

  6. Fico feliz em poder ter sido de ajuda. Continue acompanhando o blog. Sempre estarei publicando alguma novidade.
    Um grande abraço,
    Prof. Mauricio Peixoto

  7. Gostaria de saber se é possivel uma pessoa ter diversos tipos de inteligencia.
    Td que se fala sobre inteligencia intrapessoal descreve meu “estilo” de pensamento , mas a inteligencia logica tambem , e penso ter inteligencia musical por ser uma pessoa ecletica , noto os minimos detalhes de cada nota musical e sei diferenciar uma musica boa de se ouvir ,independente de estilo , a unica coisa da qual n tenho da inteligencia musical seria a parte de aprender a tocar sozinho.Pelo menos eu acho que n, nunca tentei na verdade tocar algum instrumento musical ,mas como falei anteriormente tenho uma certa sensibilidade aos sons.
    Sou uma pessoa muito perdida em relação ao que sou e qm sou , n sei direito o que me descreveria ,pois sempre me encaixo em varias situações.
    Entam por isso venho perguntar , novamente : é possivel ter mais de 1 tipo de inteligencia?
    Aguardo uma resposta , mesmo que este topico seja um pouco antigo.

  8. A inteligência intrapessoal foi colocada como se fosse uma grande vantagem aos que se identificam predominantemente com ela, mas, na prática, as coisas não são tão românticas quanto parecem.
    Não obstante o potencial desse tipo de inteligência, se convertida para o próprio benefício em aspectos da vida como os citados, em proporção exacerbada ela conduz o indivíduo a um verdadeiro caos pessoal, fruto do conflito da diferenciação exagerada (leia-se isolamento) em relação à forma geral como o mundo ao redor O compreende, SE compreende, age, e atinge seus objetivos. Justamente por conseguir, por si próprio, alcançar seus objetivos meticulosamente traçados em função das limitações e potencialidades claramente conhecidas por ele, o indivíduo herda conquistas mas também sofrimento, afinal, como ele poderia abandonar a essência pessoal, que traz conquistas e o clareia não somente a si mesmo, como também o mundo?
    Na minha opinião, os conselhos a respeito dessa inteligência não deveriam se limitar a “como desenvolvê-la mais e utilizá-la para o seu sucesso”, eles certamente deveriam incluir “como saber se ela o levou a se fechar em si mesmo”.

  9. Sim Juan. Não só pode como tem. Todas as inteligências estão presentes nas pessoas. O que ocorre é que cada uma possui uma combinação particular delas, umas predominando sobre outras. Quando dizemos que uma pessoa é “interpessoal” por exemplo, não afirmamos que ela possui APENAS aquela inteligência mas que dente todas é aquela a que sobressai. Muitas vezes não ter uma noção clara das suas competências, principlamente quando estão equilibradas pode gerar dificuldades pessoais e/ou acadêmicas. Fazer o Diagnóstico Metacognitivo pode ajudá-lo nisto. Abraços, Prof. Mauricio Peixoto

  10. Sim, vc tem razão. A presença ou ausência de uma determinada inteligência é é por si só graantia de sucesso. Como tudo na vida, é uma questão de proporção e de significado. A luz e a sombra alternam-se continuamente em nossa vida. Para qualquer tipo de inteligência, seu excesso ou falta podem prejudicar. Da mesma forma o uso que cada um faz de seus potenciais. Porque no final o tipo de inteligência é isto. Como diz Gardner a inteligência é um potencial biopsicosocial. Por isto, quando fazemos o Diagnóstico Metacognitivo, o tipo de inteligência é apenas uma das variáveis que estudamos. Mais que isto, procuramos compilar as características individuais e os potenciais cognitivos em um contexto relevante para o indivíduo.
    Obriga pela sua contribuição.
    Prof. Mauricio Peixoto

  11. Olá!
    Obrigado pelo interesse. Note que estabelecer o tipo de inteligência não é o mesmo que que fazer um teste vocacional. Este tem como objetivo precípuo determinar em que profissões você tem maior probabilidade de ser mais feliz ou eficaz. Mas isto não quer dizer que que saber o seu tipo de inteligência seja inútil. Por exemplo, pessoas “muito intrapessoais” são encontradas mais facilmente em romancistas, conselheiros e filósofos. No entanto, chamo sua atenção para as características do intrapessoal; automotivação, busca da individualidade, autoconhecimento e intuição, que são aspectos que ultrapassam a mera atuação profissional. Por exemplo, se você se conhece, pode fazer opções de vida melhores. Se a você importa a sua individualidade, tende menos à sofrer influências de terceiros. E isto é bom, já que juntando o autoconhecimento com sua automotivação e foco na individualidade você poderá julgar melhor se os conselhos e pedidos de terceiros serão benéficos ou não para você ou sua comunidade. Em síntese, mais importante do que escolher uma profissão, é usar a sua inteligência para fazer melhores escolhas e relacionamentos na sua vida, e também na profissão.
    Espero ter ajudado. Um grande abraço.

  12. Existe um lugar especifico onde se faça um exame metacognitivo. Gostaria de fazer pois os métodos de estudo que eu uso não funcionam.

  13. O Diagnóstico Metacognitivo identifica seu estilo pessoal de aprendizagem e recomenda formas específicas de estudo. Se você usar o termo “Diagnóstico Metacognitivo” no Google vai encontrar o que deseja. Um grande abraço

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s