Gardner e a Inteligência Musical na prática


Introdução

Como já fizemos em post anterior, hoje trazemos algumas aplicações práticas da teoria apresentada na semana passada e na anterior.  Isto é, ajudá-lo a responder a questão: Em que medida você se enquadra ou não naquela inteligência. O post de hoje visa ajudá-lo a responder isto e algo mais. Para tal, eu apresento dois tópicos: “As características da Inteligência Musical” e “Aplicações Práticas da Inteligência Musical”. O primeiro descreve as características principais da Inteligência Musical. Nele você poderá estimar se você se aproxima ou não da Inteligência Musical. No segundo tópico você saberá o que fazer com a informação obtida no primeiro tópico.

Mas atenção, como da vez passada aplicar esta teoria em si mesmo, seguindo o que aqui se apresenta deve ser feito de forma limitada e com as restrições do bom-senso.

Isto porque o que aqui se apresenta NÃO é um teste diagnóstico. Visa apenas permitir uma primeira aproximação. Assim, seja qual for a sua avaliação, ela é apenas uma estimativa. Isto é, quer você se enquadre ou não na inteligência  tome esta informação com ressalvas. Para saber as razões deste alerta clique aqui.

As características da Inteligência Musical:

O que se apresenta abaixo é uma lista das principais características da pessoa que possui a  Inteligência Musical. Procure perceber-se em que grau você se aproxima ou não das características:

  • Sensível à entonação, ao ritmo, ao timbre
  • Sensível ao poder emocional da música
  • Sensível à organização complexa da música
  • Pode ser profundamente espiritual

Aplicações Práticas da Inteligência Musical:

Agora você já tem uma certas noção do quanto está próximo (ou não) da Inteligência Musical. O próximo passo é saber o que fazer com esta informação.

Abaixo apresento uma série de ações e circunstâncias em que a Inteligência Musical está em jogo. Se você se identificou muito com a inteligência, procure se colocar em situações como as abaixo citadas, já que nelas você poderá demonstrar suas melhores características e portanto aumenta suas chances de sucesso. Caso contrário tome a lista abaixo como circunstâncias em que você poderá usar para desenvolver a sua Inteligência Musical.

Assim:

  • Integrar música com assuntos outras áreas
  • Escrever música.
  • Ligar-se a um coral ou a um grupo musical
  • Aprender através de canções.
  • Fazer imagens/figuras com música.
  • Estudar com música barroca.
  • Aprender através de raps, poemas com rima completa, jogral.
  • Tocar um instrumento musical.
  • Trabalhar com música.
  • Mudar de humor com música.
  • Usar música para relaxar.
  • Compor música no computador.
  • Usar concertos ativos e  passivos para a aprendizagem

 

 Anterior   ⇔   Próximo                 

Você tem alguma dúvida ou pergunta?

Deixe sua questão no campo de comentários 

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s