Nada resta quando é tirada a possibilidade de fantasiar.


” Esta noite é das memórias, ouço muito, ouço a fundo
e pouco importa se há coerência nas histórias,
realidade, ficção ou deslavada invenção.
tanto faz, quando se ouve alguém que conta,
com o prazer de querer contar.
Mentiroso é o mudo silêncio, de quem se cala por calar.
Uma história é sempre verdade, quando entre duas pessoas, existe a vontade de querer ouvir e querer falar.
Verdadeiro é esse momento onde as palavras voam no vento.
Encontram um lugar onde ecoar,
e isso nada mais é do que um exercício de amar
. “

( Stevember -Poema não publicado, 1985)

Você tem algo a dizer ? Quer ampliar o debate ?
Comentários são bem vindos.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s