Cognitivismo clássico – A visão da Gestalt


Max Wertheimer

Uma visão abrangente é a de Gardner (1995) que define a ciência cognitiva como:
[…] “um esforço contemporâneo, com fundamentação empírica, para responder questões epistemológicas de longa data, principalmente aquelas relativas à natureza do conhecimento, seus componentes, suas origens, seu desenvolvimento e o seu emprego”.

Na visão objetivista, já dito, o conhecimento é externo e o aprendizado é o seu mapeamento interno. Assim a cognição consiste em um sistema de regras de manipulação de símbolos, passível de descrição futura pela linguagem da matemática ou da lógica.
Pode-se dizer, o cognitivismo clássico inicia-se em 1959 com Max Wertheimer. Ao lado de Kohler e Koffka, este autor, foi um dos principais proponentes da Teoria de Gestalt, enfatizando o alto nível dos processos cognitivos em um período de hegemonia behaviorista.
Wertheimer estava especialmente preocupado com a solução de problemas e a Teoria de Gestalt se adequava perfeitamente a esse aspecto, sendo mesmo aplicável a todos os aspectos da aprendizagem humana.
Edward DeBono, em 1967 escreveu extensivamente sobre a teoria do processo de pensamento lateral, que significa a geração de soluções modernas para os problemas, entendendo que muitos problemas exigem soluções diferentes para alcançarem o sucesso. Embora DeBono não reconheça nenhum antecedente teórico para o processo de pensamento lateral, suas idéias aproximam-se bastante das de Wertheimer para a teoria de Gestalt.
A teoria de Aceleração da Informação de Gibson (1979) se contrapõe à maioria das teorias cognitivas que defendem as experiências passadas tendo um papel dominante na percepção. É baseada em Gestalt que enfatiza o significado das relações e organização dos estímulos, e é considerada uma teoria geral de percepção.

 

Você tem algo a dizer ? Quer ampliar o debate ?
Comentários são bem vindos.

Anúncios

2 thoughts on “Cognitivismo clássico – A visão da Gestalt

  1. Sou violoncelista e tenho interesse na psicologia da Gestalt. Gostaria de desolver uma pesquisa relacionando a Gestalt no processo ensino aprendizagem do instrumento musical. Qual a sua visao da Gestalt na musica? Voce poderia me indicar referencias bibliograficas envolvendo Gestalt/Musica?
    Obrigada,
    Angela

  2. Olá!
    Música não é a minha praia (pelo menos como profissional). Nunca consegui tirar mais do que um ou dois acordes no violão. Seria mais útil a você auxiliando-a na sua pesquisa como orientador de método. De qq maneira veja as referências abaixo. talvez sejam úteis para você:
    http://www.springerlink.com/content/b8201h1101278266/
    http://www.pep-web.org/document.php?id=aim.022.0096a
    http://www.springerlink.com/content/1460710891012361/
    http://www.informaworld.com/smpp/content~db=all~content=a714017999
    http://www.google.com/squared/table/ag3cRdzquyQi6wiUyfRDRkDA

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s