Depressão e aprendizagem: Um casamento ruim.


Olá;

Hoje trago p/ vocês um estudo muito interessante sobre a relação entre a aprendizagem e a depressão. Neste caso as autoras estudaram crianças do ensino fundamental de escolas públicas. Observaram que crianças deprimidas aprendem menos. E isto se dá tanto em Português, como em Matemática. Verificaram também que os alunos com pior rendimento eram também aqueles que pouco conheciam e usavam diferentes estratégias de aprendizagem. Perceberam ainda que da mesma forma que nos outros casos, alunos deprimidos tinham maior dificuldade para colocar em ação estratégias metacognitivas que poderiam ajudá-los na escola. Enfatizam:

“Embora o diagnóstico de depressão infantil não seja nem deva ser papel dos educadores, a escola e o professor desempenham uma função extremamente relevante no reconhecimento dos sintomas de depressão, uma vez que a presença da depressão de fato interfere no rendimento do aluno e também tende a influir no emprego de estratégias de aprendizagem.
É possível que a queda no rendimento escolar possa ser utilizada como um sinal para os pais e professores de que algo não vai bem com aquela criança e esta pode estar vivenciando sintomas depressivos.”

Até a próxima…

Você tem algo a dizer ? Quer ampliar o debate ?
Comentários são bem vindos.

Artigo:
SINTOMAS DEPRESSIVOS, ESTRATÉGIAS DE APRENDIZAGEM E RENDIMENTO ESCOLAR DE ALUNOS DO ENSINO FUNDAMENTAL

Autoras:
Miriam Cruvinel & Evely Boruchovitch

Para ler o artigo na íntegra clique aqui

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s