Explicando mais a diferença entre Estratégias e Estilos de Aprendizagem


Hoje volto ao tema “Diferença entre Estratégias e Estilos de Aprendizagem” em função de um comentário deixado pela Adriane.  Lembre-se sempre de deixar perguntas e comentários que logo que possível eu publico algo em resposta.

Mas vamos lá!

O que é um ESTILO de aprendizagem?

Estilo é uma maneira de ser e de se comportar.

Podemos falar de estilo de roupa. Por exemplo, mais despojada ou mais formal; clássica ou étnica; e assim por diante. Ao olharmos para a roupa de uma pessoa, fazemos algumas deduções sobre como é esta pessoa. Se está de terno e gravata, supomos que é um executivo. Se usa um jaleco e roupa branca podemos pensar em um médico. Claro que estas suposições nem sempre são precisas ou verdadeiras, mas são indicações que nos auxiliam no dia a dia.

Da mesma forma podemos falar de Estilo de Aprendizagem; uma maneira de ser e de se comportar no processo de aprendizagem.  Aqui o verbo comportar pode ser enganoso.  Se eu perguntasse a alguém:
- Como você aprende? Poderia obter a resposta:
- Ah. Eu leio e depois sublinho.
O problema aqui é que “comportar” pode pedir uma resposta que fale do estilo ou da estratégia, e neste caso, esta pessoa estaria listando suas estratégias de aprendizagem e não o seu estilo.

Assim como na roupa, estilo não é o que você faz e sim o que faz você fazer o que faz. Complicou? Explico melhor.

Há um ditado que diz: “O hábito não faz o monge”. Quer dizer, que não é a roupa que você usa que diz o que você é, mas o contrário. É a sua maneira de  ser, de ver a vida e as pessoas que faz com que você vista este ou aquele tipo de roupa. Se você usa uma roupa que não condiz com o seu jeito, fica falso, artificial. Você se sente pouco confortável na roupa. Por isto é que o seu estilo de vestir vem antes da escolha da roupa que você usa. É isto o que eu quis dizer com :”estilo não é o que você faz e sim o que faz você fazer o que faz”. Entendeu?

Assim, voltando para a aprendizagem, sublinhar ou esquematizar são estratégias porque são procedimentos que você executa em função da suam maneira de ser e ver o conhecimento e a aprendizagem. Aliás, faz algum tempo que escrevi sobre isto no post “Ter e Ser – Duas formas de aprender.”.

Assim por exemplo, se você acredita que aprender é memorizar a informação, você usará um determinado conjunto de estratégias de aprendizagem. Já se sua crença é de que aprender é compreender o assunto, sua escolha das estrégias será outra. Desta forma, é o seu estilo de aprendizagem que vai determinar a escolha das estratégias.

Já que falamos nisto, cabe agora definir Estilo Pessoal de Aprendizagem; que é a maneira pessoal e específica por meio da qual um dado aluno aprende de maneira mais eficaz.

Diagnóstico Metacognitivo (DMC):

O DMC é um bom exemplo de como descobrir o seu estilo pessoal de aprendizagem. E aqui serve para ilustrar o que é estilo, diferenciando-o de estratégia. O Diagnóstico Cognitivo analisa a pessoa  segundo três características: o seu Tipo Psicológico, o seu Tipo de Inteligência e o Estilo de Raciocínio.

O Tipo Psicológico (Jung, 1875-1961) é a maneira por meio da qual a pessoa apreende a informação. Simplificadamente há quatro tipos básicos que se combinam com dois outros. Temos então o Pensador, que dá preferência à lógica e ao raciocínio; o Emotivo, que valoriza mais a emoção; o Sensorial, que percebe preferentemente as sensações e aspectos físicos do conhecimento e finalmente o Intuitivo que faz muito uso da intuição. As duas outras características, a intro e extroversão são um pouco mais complexas e fogem do escopo deste texto.

O Estilo de Raciocínio, fala do que você faz com a informação, uma vez que a percebeu por intermédio do Tipo Psicológico. São quatro estilos no total. Por exemplo; você pode ter um estilo Abstrato ou Concreto conforme lide melhor com informações abstratas ou concretas. Pode ainda ser Sequencial ou Aleatório a depender do processamento daquela informação ser em seqüência ou randômica. Como assim ? Bem explicar mais aumentaria em demasia este texto. Querendo saber mais deixe um comentário. OK?

De qualquer maneira, os sub-estilos se combinam dois a dois. Assim então o seu estilo de raciocínio pode ser então: Aleatório Abstrato, Aleatório Concreto, Sequencial Abstrato ou  Sequencial Concreto.

Finalmente, o Tipo de Inteligência é segundo Gardner (1999) um “ Potencial biopsicológico para processar informações que pode ser ativado num cenário cultural para solucionar problemas ou criar produtos que sejam valorizados numa cultura.” No Diagnóstico Metacognitivo usamos sete dos seus tipos: As Inteligências Linguística, Lógico-Matemática, Visual-Espacial, Musical, Corpóreo-Cinetestésica, Inter e Intrapessoal. Cada uma delas privilegiando um dado aspecto da informação.

O que é uma ESTRATÉGIA de Aprendizagem (EA)?

Se você leu com cuidado os tópicos acima, já tem uma idéia. Mas sejamos mais explícitos:  EA são procedimentos realizados por estudantes para atingir objetivos de aprendizagem.

Assim, para contrastar com os estilos, as EA são procedimentos, i. e., coisas que você faz, não maneiras de ser. Por exemplo; fazer um esquema, fazer um reumo, ler em voz alta, ler reflexivamente, repetir, executar uma técnica, imitar uma ação, meditar, etc;  são EA. Note que listei as EA sempre por meio de um verbo (fazer, repetir, imitar, ler, etc); ou seja, sempre AÇÕES.  Estilos ao contrário falam de modos de ser, como vimos acima.

Outro aspecto, visam um fim: atingir objetivos de aprendizagem. Isto implica em planejamento. Pensar no que se precisa atingir e em como fazer para atingi-lo. Assim estamos falando de ações planejadas conscientemente para atingir determinado fim. Ao contrário, os estilos (embora passíveis de modificação) não são planejados, construidos. São parte integrante do seu ser.

Se você quiser mais informação sobre as EA pode consultar a tese de mestrado de uma aluna que orientei faz algum tempo. O texto é escrito em uma linguagem mais acadêmica, mas acho que pode ajudar.

Acho que agora ficou clara a diferença entre
ESTILO e ESTRATÉGIA de Aprendizagem. OK?

Você tem algo a dizer ? Quer ampliar o debate ?
Comentários são bem vindos.

Você tem alguma dúvida ou pergunta?
Deixe sua questão no campo de comentários !

Leia também:

O que é Estilo de aprendizagem?

Qual é a diferença entre Estratégias e Estilos de Aprendizagem ?

Professores ensinam melhor se respeitam o estilo de aprendizagem dos alunos

Estilos de Aprendizagem-Falam Ken e Rita Dunn

About these ads

15 thoughts on “Explicando mais a diferença entre Estratégias e Estilos de Aprendizagem

  1. Pingback: Qual é a diferença entre Estratégias e Estilos de Aprendizagem ? « Blog da Officina da Mente

  2. Fiz um teste em que tinha que escolher palavras que me descreviam melhor para verificar meu estilo de raciocínio, mas achei o resultado contraditório porque em 1º lugar aprendo de forma seqüencial abstrata e em segundo, mas com uma porcentagem alta aleatória concreta. Os dois últimos estilos ficaram 3% e 1% o resto ficou dividido entre os dois primeiros estilos, mas são contrários, como vc me explica isso?

  3. Olá!
    A resposta é simples, você entendeu o teste como “OU” quando devia percebê-lo como “E”.
    Complicou?
    Bem, antes de explicar uma ressalva. Eu não sei exatamente de que teste você está falando. Neste sentido então não posso comentar seus resultados.
    No entanto, na Officina da Mente eu realizo o Diagnóstico Metacognitivo (DMC), no qual utilizo um teste que dá resultados parecidos com os que você apresenta. Ele é usado em conjunto com outros testes e entrevista psicológica, gerando um laudo onde apresento o estilo pessoal de aprendizagem e uma lista de estratégias de aprendizagens compatíveis com o estilo diagnosticado.
    Assim, se você tivesse feito o meu DMC e tivesse feito a mesma pergunta eu diria o seguinte:
    Para interpretar corretamente o teste é preciso entender que não temos um único estilo de raciocínio. Ou melhor, não pensamos sempre da mesma maneira.
    Por exemplo, quando você está fazendo uma prova de matemática o seu raciocínio é diferente do que quando você está namorando. Note que isto é mais do que simplesmente uma questão de haver afeto ou não na situação (até porque há sentimentos em jogo nos dois casos). Significa que são situações que demandam dois “pensamentos” diferentes. O primeiro caso privilegia um raciocínio mais seqüencial e abstrato, já o segundo favorece algo mais aleatório e concreto (pelo menos em princípio!).
    Assim é que raciocinamos de maneira variada conforme a situação; mas temos formas preferenciais de pensamento. No seu caso a sequencial abstrata e a aleatória concreta.
    As conseqüências disto podem ser positivas ou negativas, a depender de como você gerencie o seu pensamento. Você pode beneficiar-se caso saiba perceber quando está raciocinando de uma forma ou de outra, e se em um dado momento esta forma é adequada ou não. Pode ficar confusa e ineficiente, caso não consiga.
    Parte do meu trabalho é ajudar as pessoas neste desafio.
    Abs,
    Prof. Mauricio

  4. Vc conhece o teste criado por Ned Herrmann, esse eu fiz recentemente, nunca me identifiquei totalmente com testes encontrados na Internet (nunca fiz em outra situação), mas esse me descreveu. Ele é de dominância cerebral. Deu ID acho que é inferior direito, só não gostei do inferior! rsrs
    Características do Experimental
    Sintetiza, adivinha, imagina, especula, corre riscos, é impetuoso, quebra regras, gosta de surpresas.
    Gosta de arriscar-se, inventar soluções, desenvolver uma visão, de ter variedade, fazer projetos, causar mudanças, de fazer experiências, vender idéias, desenvolver novidades, ver o quadro geral, ter muito espaço, integrar idéias, lidar com o futuro, enxergar o fim desde o começo, é visual.
    Ele diz que para exercitar minha meu quadrante menos influente posso estudar gramática pensei “que perigo eu estudar gramática!” Se vc não conhecer posso te mandar por e-mail.

  5. Oops! Não disse?
    PS: Cuidado c/ testes sem a referência adequada. O teste original consiste em 120 questões. Será este uma versão resumida?

  6. este e-mail para que você me esclareça uma dúvida, pois vou falar junto com meu grupo de estudo, nem curso sobre aprendizagem e ao definir o que entendi sobre inteligência (o tema é aprendizagem) me perguntaram se eu queria dizer que este conceito é de aprendizagem, se os dois são a mesma coisa e eu não souve explicar:

    “Inteligência se desenvolve para manter um equilíbrio dinâmico com o mei ( a vida mental é uma auto regulação). quando o equilíbrio se rompe, o indivíduo atuará sobre o que produziu o desequilíbrio (image, som) para estabelecer a situação de equilíbrio inicial.”

    Eu disse que é apartir desta reorganização que a inteligencia se estabelece, se desenvolve, segundo o que entendi de Alícia Fernandea? O que seria a aprendizagem? é a mesma coisa?

    Se puder me responda, pois falarei na quarta-feira dia 13/04.
    Agradeço por ter se colocado disponível para o que precisássemos. Um grande abraço.

  7. Gostrei muito do que li nesta amnhã.
    Pretendo ralizar monografia sobre o assunto e estou lendo sobre a fim de definir minha linha de pesquisa. O campo é tão vsto, que me apaixono por cada leitura que façço.
    Parabéns, professor, pela grandiosa contribuição que tem dado aos inbteressados que, na verdade, deveriam ser todos os que educam!!!
    Um granda abraço e muito sucesso!

  8. Que bom que você gostou. Elogios assim contribuem para me motivar a continuar com este blog.
    Um conselho sobre sua monografia: A paixão é fundamental. É ela que vai mantê-la em atividade quando as coisas não estiverem tão bem ou quando você estiver cansada. Mas além da paixão procure ser um pouco prática. Escolha um tema que você possa trabalhar com os recursos que possui e no tempo que você dispõe.
    Um grande abraço,
    Prof. Mauricio Peixoto

  9. Quando vc planeja uma aula vc tem um objetivo com ela. A maneira de estabelecer este objetivo de tomar suas decisões é o seu pensamento estratégico. Do seu objetivo depende a escolha do conteúdo da aula. A técnica didática é o conjunto de procedimentos que vc utilizará para atingir o seu objetivo (préviamente definido pela estratégia) e a metodologia (às vêzes confundida com a Técnica didática) é a maneira e regras de pensar o conjunto antes da aula acontecer e de avaliar os resultados da aula após o seu término. Metodologia é simultâneamente uma forma de pensar e um estudo destas formas. A seguir algumad definições de método:
    ETIMOLOGIA: Meth . através, para além de, após Odos – Caminho
    HEGENBERG: Um processo exitoso de descoberta, não necessariamente pré-fixado
    ACKOFF: Forma de decidir entre técnicas (Técnica – Resultado da decisão e Método – Regra de escolha)
    KAPLAN: Compreensão dos resultados e principal-mente do processo

Deixar uma resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

WordPress.com Logo

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Log Out / Modificar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Log Out / Modificar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Log Out / Modificar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Log Out / Modificar )

Connecting to %s